22 de abril de 2008

Pensao alimenticia - quando pedir?

Tenho 21 anos fui casada por 8 meses apenas,eu e meu marido nos separamos por motivos de brigas ciumes de minha parte,ele é autonomo mora com os pais não tem renda fixa nos moravamos nos fundos da casa da minha mãe e é onde continuo morando ate hoje ele saiu e deixou a casa mobilhada só levou as suas roupas,vendeu a moto para pagar as dividas que restavam dos moveis da casa ,eu posso pedir penssão alimenticia para ele.


Prezada leitora,

Primeiramente peço desculpas pela demora na resposta. Conforme já colocado no informativo do blog eu estava com dengue e de repouso absoluto por ordem médica, motivo pelo qual estava afastada de todas minhas atividades, incluindo a internet.

A pensão alimentícia é dada para que se mantenha um padrão de vida da esposa, que supostamente deixa de trabalhar para cuidar do bem estar da família. Visa manter o status quo ante, ou seja, a vida que a mulher/homem tinham quando casados.

Exemplo: uma pessoa (mulher ou homem) se casa e vive em função do marido/esposa e dos filhos. Ela/ele deixa de investir em sua carreira para dedicar sua vida a sua família. Um belo dia o companheiro(a) resolve se separar dessa mulher/homem que se vê então sem renda e sem sustento. Parece justo? Não. Então o juiz determina uma pensão alimentícia para manter o status quo ante ou seja, a vida que essa mulher/homem tinha antes quando casada(o).

Coloquei homem/mulher porque hoje em dia não existe mais essa história de que pensão alimentícia somente é devida pelo homem para a mulher. Basta que se demonstre que havia uma condição de "sustentada(o)" para que faça jus ao recebimento, seja homem, seja mulher.

A pensão tem então alguns pressupostos:


- tempo suficiente para que a mulher/homem desenvolva uma dependência
- que a mulher /homem fique em situação PIOR com o final do casamento
Realmente não me parece ser o seu caso. Não houve uma alteração de seu padrão de vida para PIOR. Pelo contrário ele saiu da casa deixando tudo para você e ainda pagando as dívidas que haviam, te deixando do mesmo jeito que estavam antes de se casarem (acho que até melhor não é mesmo???!!).

Você pode até tentar pedir judicialmente, mas não acredito ser o caso devido a tudo que já foi dito e ainda pelo pouco tempo que permaneceram casados.

Um conselho? Invista em você. Quem vive de passado é museu.

2 comentários:

Anônimo disse...

gostaria de saber o e visita asissistida

Anônimo disse...

o que siginifica visita asissitida