25 de agosto de 2008

TERCEIRIZAÇÃO DE PEÇAS PARA ADVOGADOS

Terceirizar as peças do escritório. Por que não?

Desde que iniciei o Jurisconsulto, muitos advogados me procuraram para a confecção de peças processuais. Assim, oficialmente o Jurisconsulto agora presta este tipo de serviço para advogados.

Por que contratar o serviço de terceirização?

1) Nem todo advogado tem um super escritório com dezenas de estagiários à disposição para redigir petições. Os pequenos escritórios normalmente tem apenas um estagiário, que, quase sempre, mal sabem fazer uma petição de juntada.

2) Nem todos os estagiários são estudiosos do direito. Via de regra, pela falta de experiência, fazem peças incompletas que precisam ser revistas e refeitas.

3) O advogado é um leão do trabalho. Ele precisa se desdobrar entre serviço de mesa e audiências intermináveis. Muitas vezes o advogado tem prazo para cumprir em recursos ou contestações, mas se vê impedido de trabalhar no computador devido ao número de audiências.

4) Nem todo advogado tem paciência, tempo e material disponível para pesquisa.

5) Nem tudo que chega à mesa do advogado é algo velho. Muitas vezes nos deparamos com casos novos que demandam estudo de doutrina e jurisprudência, que demanda tempo, paciência e material.

Como funciona o serviço?

1) O advogado manda o material via fax ou email, com detalhes do caso ou cópia da contestação ou sentença a ser debatida.

2) A peça é feita em até 72 horas, IMPRETERIVELMENTE. O prazo poderá ser menor caso o dead line seja mais apertado..

3) A peça pronta é enviada para análise e apreciação do contratante. Se aprovada, é enviado o número da conta bancária para pagamento

4) Caso haja alguma retificação, esta é feita e a peça é enviada em 24 horas juntamente com o número da conta bancária para pagamento.

5) O valor da peça é calculado sobre o valor dos honorários (fixados pela tabela da OAB): 10% em causas trabalhistas e 15% em causas cíveis e criminais. No caso de honorários abaixo de R$2.000,00, ou em casos onde houver fixação de valor de alçada, o preço da peça será fixado conforme complexidade do trabalho.



Veja alguns dos trabalhos que foram confeccionados para advogados que me procuraram através do blog:
Contestação erro médico:
http://www.scribd.com/full/5031864?access_key=key-bllssuvau3z3sqawb24
No presente caso, o paciente ingressou com ação de indenização contra dois médicos e o hospital, responsáveis pela osteossíntese de femur. Segundo o paciente houve erro médico causador de danos morais e estéticos. O advogado mandou os prontuários médios via fax juntamente com a inicial e recebeu a peça pronta em 72 horas.


Contestação ação civil pública - danos morais coletivos
http://www.scribd.com/full/5031872?access_key=key-z7r32mjuv96ysttz3i0
No caso, um pequeno arrendatário de terras teve uma AÇÃO CIVIL PÚBLICA movida contra si pelo MPT. A inicial de 38 laudas foi enviada por fax e o advogado do interior do ES recebeu a peça em 24 horas, em um Domingo. A peça foi aprovada na segunda e o pagamento foi feito no mesmo dia.


Mandado de segurança MP 415/08
http://www.scribd.com/full/5031878?access_key=key-15qz2a8yi7whbj666pfj
Quem não se lembra da malfadada MP 415? Aquela que proibia o comércio de bebidas nos restaurantes situados às margens das rodovias federais? Neste caso, o advogado entrou em contato pelo email e posteriormente fechamos negócio pelo telefone. Ele recebeu a peça por email e fax e após a aprovação da peça realizou o pagamento.


Parecer cumulação de cargos - servidor municipal aposentado.
http://www.scribd.com/full/5032196?access_key=key-1aqkhsng5dpsizv5zos5
No caso a procuradora de um Município de Rondônia precisava de um parecer acerca da contratação de um servidor municipal já aposentado pela própria municipalidade. O parecer sobre a cumulação de cargos foi feito e entregue em 24 horas. O trabalho foi contratado pelo email e a confirmação da peça foi feita pelo telefone.


Contestação por danos morais e estéticos
http://www.scribd.com/full/5033117?access_key=key-157e9iivp5jpubptea7k
No presente caso, o trabalhador ingressou na Justiça Civil para requerer indenização por danos morais e estéticos. Pelas alegações, ele estava a realizar serviços de solda quando uma fagulha entrou em seu olho. Ele então pingou um líquido que estava no local onde se colocavam os colírios de primeiros socorros e na verdade pingou catalisador no olho. Pediu indenização por danos morais e estéticos, cumulados com condenação de pensão mensal vitalícia por incapacitação para o trabalho. A peça foi entregue em 72 horas após o envio da inicial e demais documentos via fax.



Se você advogado se interessa em fazer um trabalho conosco, nos contate

por email: jurisconsulto.responde@gmail.com ,
pelo formulário: formulário tira-dúvidas
pelo telefone 0 xx 21 2734 8099

Um comentário:

Dmitry disse...

Muito massa, se eu fosse advogado já estaria usando o serviço. Boa sorte neste novo projeto.